Fazendo parte do Top 10 do ranking de geração distribuída, Ceará supera 10 mil sistemas de energia solar

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o Ceará se encontra no Top 10 do ranking de geração distribuída, com mais de 10 mil sistemas de energia solar em operação. O estado de Minas Gerais continua protagonizando o ranking, com 862,9 MW atuando em residências, prédios públicos, comércios, propriedades rurais e indústrias.

Ocupando a nona colocação nacional, o Ceará tem 161,5 MW em funcionamento na geração solar distribuída. Distribuídas em 181 dos seus 184 municípios, o estado conta com 10.402 conexões operacionais. A ABSOLAR indica que aproximadamente 13.229 consumidores de energia elétrica possuem não só maior autonomia e segurança elétrica, mas também uma redução nas contas de luz.

De acordo com a entidade, o Ceará é responsável por 3,5% de todo o parque brasileiro de energia solar distribuída. Jonas Becker, coordenador estadual da ABSOLAR, afirma que, hoje em dia, o território cearense é um centro de desenvolvimento da energia solar significativo.

“A tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de desenvolvimento sustentável, econômico e social para os cearenses, com geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, disse o coordenador.

Além disso, o levantamento aponta que, sozinha, a potência instalada em Minas Gerais corresponde a 18,5% de todo o parque de energia solar distribuída no Brasil. Distribuídas por 840 municípios, ou seja, 98,5% das 853 cidades do estado, o território mineiro tem 74.511 conexões operacionais abastecendo por volta de 103.733 consumidores.

Rodrigo Sauaia, presidente executivo da ABSOLAR, conta que, a cada dia que passa, a energia solar adquire um papel mais estratégico para alcançar as metas de desenvolvimento sustentável e econômico em todos os estados do Brasil. “A tecnologia fotovoltaica é essencial para a recuperação da economia após a pandemia, sendo a fonte renovável que mais gera empregos no planeta”.

Fonte: Portal Solar.